segunda-feira, 22 de março de 2010

Deixem-me contar-vos sobre a alimentação genial deste país:

O restaurante universitário, como lhes chamam os nativos serve com imensa variedade: feijão e arroz todos os dias! A acompanhar de salada e de carne por norma, confesso que já entrei, dei a minha senha de 1,50r e vim embora, não conseguiria digerir nada do que eles serviam.

Já nos variados bares da universidade, também existe muita variedade, todos eles, sem qualquer excepção vendem pasteis de frango ou calabresa sempre acompanhados com algum tipo de queijo, pães de queijo e outros aperitivos "deliciosos", ironia da minha parte, não gosto de nenhum, se sair de casa sem tomar o pequeno almoço vou passar fome com certeza.

Na ida ao super mercado fiquei desiludida, para além de terem disponiveis uns seis tipos de cereais diferentes, uma oferta grandiosa, não têm ao dispor chocapic, nem nada que se pareça. Os iogurtes são dos mais estranhos que já vi, quando se compra um frasco a pensar que é sólido saí liquido, já para não falar do leite, que vem rotulado como desnatado e semi-desnatado, sei lá eu o que é que isso quer dizer! Só queria leite meio-gordo.
E nesse mesmo super mercado, perto da caixa onde estão sempre produtos desnecessários, encontrámos pastilhas elásticas de brigadeiro, ninguém faz pastilhas elásticas de chocolate!

Ai a comida das minhas avózinhas que sabe tão bem, e a pastelaria portuguesa e os produtos normais. Enfim coisa boa, realmente boa, são os sucos naturais na praia, muitos sabores, muito refrescantes e deliciosos, a fruta safanos por aqui:) E o camarão acompanhado pelo chop (cerveja), esse também sabe bem :p

Aproveito já para vos contar o quando ladrões podem ser estes brasileiros, uma das minhas companheiras de casa, a Ana, fez anos na sexta-feira, e para festejar juntou uns quinze portugueses num restaurante de rodizio de pizza, onde já tinhamos ido antes, eramos quinze, foram cobrados 17 rodizios, 15 dos que realmente estavam, 1 do nosso amigo imaginário e outro de um pobre rapaz que já tinha jantado e se juntou a nós na mesa, mas não comeu, teve de pagar. Dos 2 sucos naturais pedidos foram cobrados 3. Das 5 latas de refrigerantes foram cobradas 8. Já para não falar da maldita taxa destes gajos, 10% do valor consumido. Nunca mais lá volto, garantido, claro que tive de deixar clara a minha posição para um dos funcionários do estabelecimento, ainda não descobri se existe livro de reclamações por aqui, é bom que não exista, porque se não, coitados, vou deixar reclamações em metade de florianópolis!

(Ana)

(Este é o nosso amigo chileno, Marcelo)

(Ana e Marlene)

2 comentários:

  1. como se diz por cá: ESTUDASSES!!

    ResponderExcluir
  2. Saudades da comida da avó?
    Até eu teria...
    Mas os amigos parecem fixes.
    Beijocas,
    Guida

    ResponderExcluir